8 Dicas Para Melhorar A Cicatriz Da Cesárea » We Love Cherry
26
fev
8 Dicas Para Melhorar A Cicatriz Da Cesárea

Oi, queridas? Tudo bem?

Hoje vou dividir com vocês minhas 8 dicas super valiosas que tive que correr atrás para conseguí-las.

São dicas para melhorar a cicatrização da cesárea.

Independente se ela foi necessária ou escolhida, a verdade é que a cesárea vai deixar uma cicatriz para sempre no seu corpo.

Minha primeira filha, a Bella, nasceu de uma “desnecesárea”, com 41 semanas e 3 dias, e minha segunda filha, a Nina, nasceu de uma cesárea de emergência, por ameaça de ruptura uterina, com 40 semanas e 5 dias, depois de mais de 20 horas em trabalho de parto sem analgesia e com 8 cm de dilatação). Duas experiências bem diferentes, apesar de terem sido duas cesáreas.

E eu, com duas cesáreas, já senti muito na pele o incômodo das cicatrizes que elas deixaram.

Infelizmente, nas minhas experiências nunca ninguém me deu nenhuma dica para melhorar a sua aparência.

É como ela se fosse um detalhe, mas nós mulheres sabemos que não é.

Acredito que buscar formas de melhorar a cicatriz da cesárea só pode trazer benefícios para a saúde física e mental, por exemplo: evitando a deiscência, (ruptura dos pontos e abertura da ferida) ou até a baixa auto-estima.

Então, a questão é: como melhorá-la a ponto de nem lembrar que ela existe?

Depois de pesquisar muito na internet, na Amazon, em Miami, e até consultar alguns cirurgiões plásticos e dermatologistas, criei uma “receita” que foi maravilhosa para melhorar a minha cicatriz.

O corte da minha 1ª cesárea ficou praticamente invisível e agora, depois de 6 meses da 2ª, a cicatriz está ficando cada vez mais fina e imperceptível.

Aqui vão as dicas da minha “receita” para que a sua cicatrização seja a melhor possível.

São dicas simples e que dão resultado! E a melhor parte, que podem ser usadas em vários tipos de cicatriz.

8 DICAS PARA MELHORAR A SUA CICATRIZ DA CESÁREA

Espernado Valentina, 29 semanas.

Esperando a nossa Valentina, 28 semanas (Miami).

Foto: Lady Sutachan

1) REPOUSO

Simples, mas fundamental!

As primeiras semanas são as mais importantes para a cicatrização. Além do corte, seu útero estará retornando ao tamanho normal.

A cicatrização da pele de uma cesárea ocorre entre 10 a 14 dias; entretanto, o processo de amadurecimento da cicatriz, ou seja, de atingir seu aspecto final e sua resistência a trações se prolonga por um período de 12 a 18 meses.

As complicações de uma cesárea podem surgir por esforços físicos precoces, levando a aberturas parciais (ou até total) da cicatriz. Essas aberturas, se não corrigidas, geralmente resultam em defeitos estéticos como retrações cicatriciais (afundamentos localizados), que podem até causar dor em certos movimentos pela aderência (fibrose) da cicatriz cutânea nos músculos, e também podem deixar as cicatrizes mais alargadas.

Essas aberturas ou esforços musculares precoces e excessivos também podem facilitar que a cicatriz da cesárea torne-se do tipo hipertrófica ou até com quelóide. Portanto, nesse período, ocupem-se apenas do bebê.

Lembrem-se de pedir toda a ajuda que precisar, nós merecemos!

2) HIGIENE

Limpar diariamente a região do corte com água e sabão e depois secar bem. Nunca deixar a cicatriz molhada.

Quando ainda estava com o curativo, secava os pontos com o secador no vento frio.

3) ALIMENTAÇÃO

Beber muita água, se alimentar com alimentos ricos em fibra, vitamina C encontrada no suco de laranja, comer frutas, legumes e alimentos pouco gordurosos também auxilia no processo de cicatrização.

4) TIRA DE SILICONE

A oleosidade natural da pele, fabricada por glândulas sebáceas, é responsável, dentre outras funções, pela manutenção da hidratação da pele (chamada barreira cutânea ou epidérmica). As cicatrizes não possuem glândulas sebáceas, ou seja, são secas na sua superfície, independente do grau de oleosidade da pele ao redor. E, assim sendo, a água evapora continuamente através da cicatriz desidratando ainda mais o seu interior.

Para que exista maior aporte de água na cicatriz ocorre uma dilatação dos vasos sanguíneos locais; contudo, essa água também evapora pela ausência da camada oleosa, e a cicatriz permanece desidratada, avermelhada e, portanto, inflamada, além de inestética. Por isso, é essencial a utilização de tiras de silicone sobre as cicatrizes, mantendo um nível contínuo e mais adequado de hidratação das mesmas. Com esse recurso, mesmo cicatrizes normais tem seu período de avermelhamento encurtado, e a qualidade final da cicatriz é muito melhor.

O tempo de uso até o resultado varia de acordo com o tipo e idade da cicatriz. No caso de quelóide e em cicatrizes hipertróficas a fita de silicone deve ser utilizada por um período longo, de muitos meses ou anos, conforme indicação do médico. Em cicatrizes normais as fitas deveriam ser utilizadas a partir do 1º ou 2º mês pós-operatório, ou a critério médico, e pelo menos até o amadurecimento final da cicatriz, que ocorre em média entre 12 a 18 meses após a operação, ou conforme indicação médica.

Uma tira de silicone deve ser utilizada entre 10 a 16 horas/dia, ou conforme indicação médica. A fita não incomoda e pode ser reutilizada após lavagem, devendo ser diariamente higienizada conforme orientações do fabricante.

Na cicatriz da 1ª cesárea usei somente a Tira da Medgel por mais ou menos 1 ano e adorei o resultado.

Dessa vez, usei até os 5 meses a tira da Medgel e agora estou usando a ScarAway for C-Sections.

Tira da Medgel.

Tira da Medgel.

ScarAway for C-Sections.

ScarAway for C-Sections.


A tira de silicone da Medgel, compro no Brasil, através do site ou da loja. A tira é bem prática, não incomoda e é fácil de lavar.

Os contras são: é difícil de secar (sempre grudam fiozinhos da toalha) e começa a perder aderência antes do que eu gostaria e, com isso, a tira não fixa mais e cai sozinha.

Paguei R$85,00 em duas tiras de 30 X 0,2cm (kit mais econômico), mas tem a opção de comprar apenas uma tira por R$50,00, caso você queria experimentar antes.

E ScarAway For C-Section, eu comprei pela Amazon, mas vi também para vender na Buy Buy Baby, em Miami. É confortável, prático, fácil de lavar e mais fácil de secar, pois vem com um pedaço de plástico para colar a tira quando tiver que secá-la) e também não perde aderência tão facilmente.

O contra é o tamanho. Achei grande em relação ao tamanho do corte da Cesárea feito no Brasil (nos Estados Unidos, normalmente é maior). Poderia ser menor e com isso, não incomodaria nas laterais da virilha.

Paguei de US$52.39 por US$18.50 (aproximadamente R$50,00).

5) ÓLEO / SERUM/ GEL

Quando estou sem a tira de silicone (período em que está secando, após ter sido lavada), eu fico variando entre esses produtos:

*Palmer’s Cocoa Butter Formula Skin Therapy Oil (tem na Amazon e achei também na Walgreens)

palmers1

*Scar Away Silicone Gel Scar Treatment (tem na Amazon)

scaraway 2

*Kelo-Cote (comprei na Droga Raia, mas também vende na Amazon)

kelokote

Aproveito para massagear a cicatriz. Não é preciso muito, basta alguns segundos.

Observação importante: Não passe nenhum gel, pomada, creme ou similar na incisão até que ela esteja completamente cicatrizada!

6) EVITE O SOL

A irradiação ultravioleta do sol é um agente fortemente agressivo à pele e pode acarretar transtornos durante o processo de cicatrização.

Essa irradiação pode predispô-la mais comumente a uma pigmentação (cicatrizes escuras), ou a uma despigmentação (cicatriz mais clara que a pele, principalmente em afro-descendentes), podendo desencadear cicatrizes hipertróficas quando há excessiva exposição dos raios solares.

Não tome sol na região da cicatriz por, pelo menos, 6 meses.

Eu infelizmente só consegui evitar o sol até os 3 meses. E para minizar os danos, aplico protetor solar antes da exposição ao sol.

7) OPÇÕES MAIS RADICAIS

Em casos de cicatriz hipertrófica ou quelóide, existem opções mais radicais para melhorar a aparência. Nesses casos, é sempre recomendada uma consulta ao médico para saber qual é o tratamento mais adequado. Mas, não desanime, porque existem muitos tratamentos voltados para esses casos. Aqui são alguns exemplos:

*Cirurgia plástica, com amenização da cirurgia antiga através de uma nova;

*Ácido Retinóico e Hialurônico;

*Ressecação da Cicatriz e 48 horas depois, aplicar o processo de Betaterapia, um tipo de Radioterapia;

*Infiltração da Substância Corticóide através de Injeção, Cremes ou Fitas;

*Tratamento utilizando Dermoabrasão;

*Tratamento utilizando Laser, 

*Starlux (Radiações Luminosas Pulsadas e Ablativas).

8) ACEITAÇÃO

O cirurgião plástico, Dr. Rubens Penteado, lembra que, ainda que a paciente tome todos os cuidados, ela não deve se esquecer que uma cicatriz nunca desaparece, porque é uma resposta do organismo a uma agressão sofrida. Ocorre que algumas pessoas desenvolvem cicatrizes de tão boa qualidade que são pouco perceptíveis.

Por isso, não fiquem chateadas se a cicatriz não desaparecer 100%. Pois, a ideia é melhorá-la a ponto de nem lembrar que ela existe, mas ela sempre existirá.

Para mim, o que ajudou a aceitar melhor a cicatriz foi lembrar que foi por ela que as minhas bebês nasceram.

Assim, ao invés de pensar somente na parte chata, no lado estético, pensar que foi através desse corte que eu ganhei meus maiores tesouros. E que se teve que ser assim, então eu sou grata a essa cicatriz.

Pois essa é uma cicatriz diferente, é uma cicatriz feliz. E tenho certeza que a aceitação dessa marca é uma das coisas mais importantes para que ela fique cada vez mais em harmonia com o nosso corpo.

Não tem preço.

Minhas princesas: Bella & Nina. #priceless #naotempreco

Foto: Projeto Família, Rachel Guedes

Espero ter ajudado, de coração!

E se tiverem alguma nova dica, por favor, me mandem!

Amor & Luz,

Lala Cerri


Newsletter

Acompanhe nas redes sociais!

Compartilhe



Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *
Comente via Facebook
gravatar
vanessa
22 de outubro de 2014 às 11:17

1

Amei a dica vai me ajudar e muito,…..

gravatar
Lala Cerri
23 de outubro de 2014 às 00:32

2

Oi, Vanessa!
Que bom!! Fico muito feliz 😉
Amor & luz,
LALA

gravatar
Leila
1 de janeiro de 2015 às 21:57

3

Ola,
A tira de silicone vc comprou por conta propria ou o medico precisa prescrever?
Grata

gravatar
Lala Cerri
13 de janeiro de 2015 às 22:51

4

Oi, Leila! Tudo bem?
Eu comprei por conta própria, não foi preciso receita médica.
Espero ter ajudado 😉
Bjs,
LALA

gravatar
Aline
5 de maio de 2015 às 23:42

5

Oi!
A fita Scaraway só é pra ser usada depois de um mês da cirurgia? Até lá só secar e higienizar a cicatriz,mais nada mesmo? Obrigada 😉

gravatar
Lala Cerri
6 de maio de 2015 às 15:20

6

Oi, Aline! Tudo bom?
A tira de silicone deve ser usada depois que a cicatriz já estiver sequinha, pois se usada antes acredito que possa atrapalhar na cicatrização. Essa é a minha opinião pessoal, eu não sou médica.
Uma dica importante para essa fase inicial da cicatrização, é não fazer muito esforço, para os pontos não “abrirem”. Eu voltei a fazer exercício físico (funcional) depois de 40 dias do parto e logo fui fazer agachamento (!!) e tenho certeza de que isso interferiu negativamente na minha cicatriz da 2ª cesárea. Eu aconselharia a esperar mais tempo.
Espero ter ajudado! ;0
Bjs,
LALA

gravatar
Camila Fantucci
19 de maio de 2015 às 00:42

7

Olá Lala, muito obrigada pela dica, pois já visitei alguns dermatologistas e me receitaram cicatricure,creme manipulado e contractubex e não melhorou.
já comprei esses produtos estou esperando chegar.
suas princesas são lindas, tenho uma boneca de 7 meses
Bjss

gravatar
Lala Cerri
19 de maio de 2015 às 16:37

8

Oi, Camila!
Espero de coração que essas dicas funcionem pra você, assim como funcionaram super bem pra mim.
Vou adorar ter seu feedback aqui.
Obrigada pelo carinho com minhas princesas. Um beijão pra você e para a sua princesa também!

gravatar
Márcia
24 de fevereiro de 2016 às 08:52

9

Sera se a minha ainda tem jeito? Ja ta com 3 meses…

gravatar
Márcia
24 de fevereiro de 2016 às 08:56

10

Estou fazendo academia sera que pode piorar? minha cirugia e hipertrofica

gravatar
Lala Cerri
27 de fevereiro de 2016 às 08:06

11

Oi, Marcia! Tudo bem? Parabéns pelo bebê! É um menino ou uma menina?
Bom, eu não sou médica, mas posso te dar a minha opinião como mãe que já passou por 3 cesáreas… Eu acho que se você cuidar da sua cicatriz com as dicas que passei ainda dá sim pra melhorá-la. O quanto antes começar, melhor. Eu estou com 4 meses pós-parto e vou voltar a fazer exercícios só agora, porque preferi evitar “estragar” a cicatriz dessa vez e esperar mais um pouco para treinar.
Espero tê-la ajudado!
Bjs,
LALA

gravatar
Jessica
14 de julho de 2016 às 18:40

12

Oi gostaria de saber se scaraway serve para tirar estrias. Tive bebê há 15 dias e apareceu umas estrias na minha barriga. Posso usar e como usar esse produto. Aguardo sua resposta. Bjs

gravatar
Lala Cerri
15 de julho de 2016 às 15:02

13

Oi, Jessica! Parabéns pelo baby!
Bom, pelo que sei, a Scarway é para melhor a cicatriz. Acho que não serve para estrias, infelizmente…
Espero ter ajudado.
Bjs,
LALA

gravatar
Maria
22 de agosto de 2016 às 11:24

14

ola Jessica bom dia! Eu tenho o produto mas não sei como usar tenho 10 dias de parida hoje é ainda não tirei os pontos pois minha cirurgia foi muito traumática vou tirar hoje. Queria saber o passo a passo para usar a fita. Passo algum antisséptico antes? E depois posso usar a mesma fita durante quanto tempo? Como faz a higienização da fita e depois usar?? Aguardo ansiosamente seu retorno

gravatar
Maria
22 de agosto de 2016 às 11:27

15

Desculpa. Troquei o nome. Lala cerri

gravatar
Lala Cerri
26 de agosto de 2016 às 08:44

16

Oi, Maria! Tudo bom?
Você tem a fita de silicone da Silimed? Eu colocava depois do banho, com a região já lavada com água e sabão mesmo. A tira eu também lavava com água e sabão toda vez antes de usá-la e secava com um paninho limpo que não soltava muito pelo. Se você tiver mais de uma tira, pode intercalar o uso e enquanto uma tira está secando naturalmente, você usa a outra, porque demora um pouco para secar ao ar livre, mas assim nÃo fica nenhum pelinho colado.
De qualque forma, eu aconselho você dar uma lida nas instruções da embalagem própria embalagem antes. Lá você também vai encontrar a informação de quantas vezes a tira pode ser usada e quanto tempo ela dura. Eu não lembro de cabeça, me desculpa. Mas, eu normalmente uso até a tira ficar sem aderência…
Espero ter ajudado.
Boa sorte na sua recuperação!
Bj,
LALA

gravatar
Anne Lima
17 de setembro de 2016 às 20:15

17

Ótimas dicas! Estou indo pra minha segunda cesárea, estas realmente “necesáreas” e tb não tive nenhuma orientação quanto aos cuidados corretos, como se fosse mero detalhe estético. Mesmo assim cuidei c informações da net, mas minha pele oriental resultou em quelóide.

Minha dica, além destas, é para os primeiros dias pós-parto, antes de ocorrer a cicatrização. Aprendi c outra cicatriz no meu marido qdo já pesquisava sobre aromaterapia e foi excelente: passe óleo de coco com uma ou duas gotinhas de óleo essencial de sangue de dragão umas 2x ao dia na cicatriz. Esse óleo vc acha na internet, em sites confiáveis de aromaterapia. O sangue de dragāo é uma planta bem fedida q as indias usam no pós-parto há anos e tb em banho de assento em parto normal para reduzir sangramentos e ajudar na cicatrização. É milagroso e vale o investimento (uns R$60 no vidrinho), pq certamente vc usará em qq ferida q venha a ter e nos famosos tombos e ralados no joelhos qdo a cça começa a engatinhar e andar!

gravatar
Lala Cerri
18 de setembro de 2016 às 14:37

18

Oi, Anne. Nossa, muito obrigada pelo seu feedback! Fico feliz que você gostou.
Eu adorei a sua dica do óleo de coco com as gotinhas de sangue de dragão. Vou experimentar na próxima cicatriz que surgir.
Espero te ver mais vezes por aqui!
Bjs,
LALÁ