A Mudança de Rotina que Me Salvou » We Love Cherry
9
abr
A Mudança de Rotina que Me Salvou

 

IMG_3372

Foto: We Love Cherry

Sempre fui do tipo que ficava até tarde acordada e que depois acordava tarde. Depois das 23h parecia que meu cérebro dava um clique e as melhores ideias apareciam! Lógico que eu queria aproveitá-las e por isso ia para o computador e começava a maratona da madrugada… Ficava escrevendo posts, fazendo pesquisas na internet, editando vídeos até 2, 3, 4:30 da manhã! 

No dia seguinte estava morta. Às vezes conseguia acordar um pouco mais tarde, mas com a vida de mãe, isso foi ficando cada vez mais difícil e às vezes tinha que acordar às 8h, ou seja, dormia apenas 3h30. Imaginem o meu sono… Com a chegada da Nina isso tudo piorou, porque ela sempre foi uma bebê que acordava super cedo naturalmente. Todo dia ela acorda entre 5:45 e 6:15.

Então, eu tinha uma bebê acordando bem cedinho e uma filha que já tinha compromissos todas as manhãs da semana (natação, inglês, ballet…) e me sentia péssima por funcionar ao contrário do que gostaria e precisava. Me sentia culpada indo dormir tarde, acordando cansada e desejando sempre dormir mais. Essa não era mãe que eu queria ser.

A Bella também já estava indo para o meu caminho, querendo dormir cada vez mais tarde e eu não conseguia mudar isso. Estava cada vez mais difícil ter um momento meu ou meu e do meu marido à noite, porque quando ela ia dormir nós já estávamos esgotados. Tentamos de tudo e nada dava certo para ela dormir mais cedo. Era tão cansativo. Além do que, isso não era saudável para ela, afinal crianças precisam dormir muitas horas, pois estão na fase de crescimento. E de manhã, ela acordava cansada e claro, de mau humor.

Eu sempre acreditei que dormir tarde era o meu estilo, o meu jeito de ser, que algo biológico, mas li em algum lugar que isso poderia ser transformado e me dei uma chance. Eu precisava mudar e ser a mudança que eu queria ver na Bella, precisava como mãe estabelecer um novo ritmo na casa.

No fim do ano, estava esgotada e precisava decidir qual o período das meninas na escola para o ano seguinte. Foi aí que decidi mudar. 

Decidi com o meu marido mudar o período da escola das meninas. Elas passariam a estudar de manhã, algo que eu sempre temia e achava que deveria adiar ao máximo. Caio me deu muita força e me passou segurança, afinal ele dormia cedo e acordava cedo e sabia o quanto isso era bom. Mas, no fundo, eu temia não dar conta do recado, esse desafio me dava frio na barriga literalmente.

Para complicar todo o processo, nem eu, nem o Caio estaríamos aqui na primeira semana de aula das meninas. O Caio foi convidado para participar de um congresso na Índia e nós decidimos ir. Afinal, não é sempre que se tem uma “deixa” dessa para ir para a Índia… Me julguem, eu também me julguei. Depois que decidimos ir e compramos as passagens, me senti a pior das mães e bateu aquele arrependimento. Só consegui ir, porque as meninas iam ficar com a minha mãe e ela teria a ajuda da babá, mas mesmo assim foi bem difícil. 

Minha mãe que teve que enfrentar os primeiros dias de aula no novo horário, mas por incrível que possa parecer, foi tudo bem! :) 

Na segunda semana eu já estava de volta e vi que realmente tudo foi bem mais tranquilo do que imaginava. Dia após dia, a Bella foi acordando cada vez mais rápido e bem-humorada! Sabem porquê? Porque a cada dia ela estava dormindo mais cedo também.

Hoje em dia é assim aqui em casa: Nina dorme às 19:30, Bella às 20h, Caio e eu às 22/22:30. E antes das 7h estamos todos acordados e tomamos café-da-manhã juntos. Ahhhh, e isso não tem preço. Foi aí que eu entendi toda a mágica. kkk Porque todo mundo falava que era tão bom estudar de manhã… 

Hoje eu me sinto outra pessoa! São tantos benefícios com esse novo ritmo, essa nova vida. Acho que o principal é a família toda estar melhor, em sintonia, com mais qualidade de sono e de vida. Também tem o fato de o dia render muito mais. Eu sempre achava que tinha perdido um pedaço do dia quando acordava tarde e é isso mesmo que acontece. E tem algo incrível que o fato de saber que eu posso mudar. No existe isso de: é meio jeito, nasci assim. Quando a gente quer de verdade, se esforça, conseguimos sim mudar!

Alguém aí se identificou comigo? Já passou por algo semelhante? 

Amor & Luz,

LALA ♥


Newsletter

Acompanhe nas redes sociais!

Compartilhe



Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *
Comente via Facebook
gravatar
NaNa
9 de abril de 2015 às 13:44

1

Amar é estar perto de longe!!!
Tenho lhe acompanhado no We Love Cherry e fico muito feliz em perceber seu crescimento……….
Que Deus lhe ilumine a cada dia……..
Beijinhos no Coração

gravatar
Lala Cerri
12 de abril de 2015 às 20:40

2

Nana!!! Quanto tempo!!!
Fico muito feliz em saber que você me acompanha no blog!
Amei a mensagem!
Desejo muito Amor & muita Luz para você e para a Mari também. Sempre lembro de vocês…
Um beijão,
LALA